Desvendando a Trilha da Pedra do Telégrafo

A trilha da Pedra do Telégrafo é uma das mais procuradas no Rio de Janeiro, famosa por suas fotos que nos trazem uma verdadeira ilusão de ótica, onde as pessoas que estão em cima da pedra parecem estar diante de um abismo. 

Onde fica?

Um cenário paradisíaco na cidade maravilhosa que fica situado no bairro de Barra de Guaratiba, a cerca de 60 km do centro da cidade. Ali também é possível encontrar praias selvagens (quase desertas) que valem a pena conhecer, são elas: Praia do Perigoso, Praia do Meio, Praia Funda e Praia do Inferno. Importante ressaltar que o acesso a estas praias também se dá por trilha.

Vista de cima da Praia do Perigoso, Praia do Meio, Praia Funda e Praia do Inferno

Classificação da trilha

Podemos classificar a trilha como de leve a moderada, com o seu tempo de duração de aproximadamente 1 hora de subida (com folga, parando para fotos e hidratação), a trilha é bem marcada e é totalmente possível fazer sem a presença de guias. Porém, se você não for tão experiente com trilhas ou não se sente tão seguro, há como fazer o percurso guiado.

Quando ir?

Vá o mais cedo possível, pois principalmente nos fins de semana é comum chegar ao final da trilha e encontrar filas que demoram de 2 a 3 horas, portanto deixe a preguiça de lado e vá o quanto antes.

Como chegar à trilha

Ao chegar no bairro de Barra de Guaratiba, você tem três opções para chegar até o início da trilha:

  1. Você pode subir a pé todo o percurso pelas ruas íngremes do local, fazendo com que o seu tempo de caminhada (contando com a trilha depois) fique um pouco mais longo e cansativo;
  2. Pagar um mototáxi que te deixa no início da trilha, o valor por pessoa em 2020 é de R$10,00
  3. Subir com seu carro até um dos estacionamentos que ficam próximo ao começo da trilha, valor do estacionamento: R$ 20,00

Subindo a trilha

Durante a subida, são vários os pontos com boas possibilidades de fotografia. Alguns direcionados para a Restinga da Marambaia, que é uma região de beleza ímpar administrada pela Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e pela Força Aérea Brasileira.

Vista do Mirante da Restinga da Marambaia

Lá na Pedra do Telégrafo atualmente encontramos um fotógrafo profissional que você poderá pagar o valor de 10 reais e ele fará as suas fotos nas melhores posições. Há ainda a possibilidade de fazer um pequeno rapel em outra pedra maior bem próximo à Pedra do Telégrafo, o valor é 20 reais por pessoa e o responsável ainda tira muitas fotos com as sua própria câmera ou celular para ficar registrado com você.

Rapel na trilha da Pedra do Telégrafo

Curiosidade sobre a Pedra do Telégrafo

É importante e curioso ressaltar que a Pedra do Telégrafo não é a pedra que tiramos as tão famosas fotos que vão para o Instagram, esta pedra é a Pedra do Cavalo, que após ser acometida por um raio, se deformou e ficou com a forma que se encontra hoje, sendo denominada de Pedra da Bigorna. 

A Pedra do Telégrafo é, na realidade, o ponto mais alto do morro de Guaratiba, que durante a Segunda Guerra Mundial era utilizada como ponto de observação militar para controle e vigia de submarinos inimigos que passavam por aquela região.

Dica do Foco na Viagem

Após a trilha, vale muito a pena aproveitar a gastronomia local, que é muito saborosa e com preços bastante em conta. Na estrada Roberto Burle Marx você encontra diversas opções de dar água na boca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *